sexta-feira, 8 de setembro de 2017

MUDANÇA DE ÉPOCA


Roberto Gameiro

Já se disse que a maioria das profissões atuais não existirão daqui a 10 anos; alguns preveem metade desse prazo. E sempre é bom lembrar, também, que a idade da pedra não terminou por falta de pedra, assim como, ao que tudo indica, a época do petróleo não vai terminar por falta de petróleo.
Frei Betto, nas suas palestras e nos seus textos, tem dito, com razão, que não estamos apenas numa época de mudanças, mas numa mudança de época.
O avanço da tecnologia e das inovações tem mudado o modo de vida das pessoas assim como o mercado de trabalho. Se até há algum tempo ser qualificado para o trabalho decorria fundamentalmente de ser alfabetizado, já hoje decorre especialmente de dominar as tecnologias da informática e da automação e seus congêneres, com competências que, com o tempo, serão cada vez mais exigentes.
As funções mais qualificadas, mormente as de gestão e atendimento de pessoas, em todos os segmentos e níveis, estão demandando habilidades decorrentes de competências ligadas às ciências humanas, tais como solução de conflitos, liderança, criatividade, empatia e diversidade.
Por isso a importância da formação permanente, ou educação permanente como forma de continuidade no mercado. Muitos profissionais, bem empregados em organizações sólidas, contentam-se com a sua formação inicial e, ao longo da carreira, só participam dos cursos, workshops, seminários e congressos oferecidos no âmbito restrito da própria empresa, sem buscar formação adicional como cursos de especialização, extensão, ou mestrado, ou ainda doutorado. Quando eventualmente perdem o emprego, ficam perambulando pelos processos de recrutamento com um currículo que revela acomodação e, consequentemente, não ajuda, só atrapalha.
Por outro lado, louvem-se aqueles que, empregados, buscam uma formação complementar que lhes permita aprimorar seus conhecimentos profissionais, acrescentando novas competências e habilidades que os diferenciarão dos seus pares e os habilitarão para crescimento na carreira e no posicionamento no competitivo mercado de trabalho.
Mudança de época ou época de mudança, o fato é que ninguém mais consegue se manter na mesma profissão ou função a vida toda.
Publicado no jornal “O Popular” de Goiânia em 06/08/2017.Veja mais artigos de Roberto Gameiro no jornal “O Popular” de Goiânia em http://www.opopular.com.br/busca?q=roberto+gameiro
Share:

5 comentários:

  1. Christian de Oliveira Moura4 de dezembro de 2017 10:11

    Concordo plenamente. As profissões tornaram-se mutações profissionais pois as tecnologias as sucumbem e fazem com que pessoas que se dedicaram anos a uma organizacão se revelem como alguns profissionais que se agarraram a suposta estabilidade que no mundo de hoje não mais existirá. Chegará um tempo em que a palavra aposentadoria se tornará tão necessária como uma máquina “olivetti” o é nos dias atuais; mudar é preciso e vejo que nos currículos futuros não mais teremos o menu “Resumo das Qualificacões” mas teremos talvez…- Minhas Habilidades de mudança-….Bem-vindo o novo mundo das incertezas…esta porém nossa única certeza. Parabéns senhor Roberto Gameiro grande texto proposto.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. Uma reflexão ótima!

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a reflexão. São visíveis as transformações que estão acontecendo no mercado profissional. Hoje o conhecimento só não basta, a habilidade e a tecnologia estão dominando e só quem os tem vai permanecer à frente.

    ResponderExcluir
  4. Paulo Sérgio Adami4 de dezembro de 2017 10:16

    Excelente reflexão Professor Roberto! Torço para que a sociedade brasileira se dê conta da importância do sistema educacional, sobretudo o público, para a formação de profissionais conscientes dos novos desafios que se impõem, dentre eles, o do compromisso com o próximo, com a inclusão e solidariedade, que talvez nem sejam tão novos assim…

    ResponderExcluir
  5. Giuliano Gisliano Zardini4 de dezembro de 2017 10:35

    Bonito! Nesta afobação e correria em que vivemos nos tornamos pessoas mecanizadas e muitas vezes sem coração. Passamos por um irmão com fome, com frio e nem reação temos. Tento ser um bom cristão, mas o medo de ajudar ou amparar alguém numa sociedade tão violenta é um dos motivos que me faz covarde e frio diante de algumas situações. Jesus mostrou o caminho certo, deixou o exemplo e resta a cada um de nós fazer a nossa parte e você professor Roberto está fazendo a sua. Um forte abraço e continue semeando.

    ResponderExcluir

TRADUZA - TRANSLATE

Sobre Roberto Gameiro

Sobre Roberto Gameiro
Pedagogo habilitado em Administração e Supervisão Escolar, Licenciado em Letras Modernas Português-Inglês, Pós-graduado com Especialização em Avaliação Institucional Escolar, e Mestre em Administração com ênfase em Gestão Estratégica de Organizações, Marketing e Competitividade. Diretor de escolas de Educação Básica, Professor universitário e de Educação Básica, e Diretor de Obras Sociais. É palestrante e tem seus artigos publicados em jornais, revistas e redes sociais.

Adquira já o livro digital!

Adquira já o livro digital!
O TEXTO NO CONTEXTO COMO PRETEXTO: PARA LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA - COM OS FILHOS

Reprodução

Autorizada, desde que com a citação dos nomes do Blogue e do Autor.

Sobre o Blogue

FRUTO DA FORMAÇÃO E DA EXPERIÊNCIA PESSOAL E PROFISSIONAL DO AUTOR, ESTE BLOG ABRIGA ARTIGOS SOBRE “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES” E SOBRE “GESTÃO ESCOLAR”. NA SEÇÃO “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS POSSIBILITEM LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA, ESPECIALMENTE COM OS FILHOS, NAS DIVERSAS FAIXAS ETÁRIAS. NÓS PAIS ESTAMOS SEMPRE PROCURANDO ENCONTRAR VIAS DE COMUNICAÇÃO COM OS NOSSOS FILHOS, MAS NEM SEMPRE ENCONTRAMOS O VEIO PROPÍCIO, NÃO É? AQUI ESTÁ UMA POSSIBILIDADE. NA SEÇÃO “GESTÃO ESCOLAR”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS CONSTITUAM SUBSÍDIOS ÚTEIS PARA AS ÁREAS DE DIREÇÃO, SUPERVISÃO, COORDENAÇÃO E DOCÊNCIA. SÃO PUBLICADOS, TAMBÉM, TEXTOS DE OUTROS AUTORES, QUE AGREGUEM VALOR AOS OBJETIVOS DO BLOG. BOAS LEITURAS!

Pesquisar neste blogue

Busca na Wikipedia. Digite o assunto.

Resultados da pesquisa