domingo, 17 de dezembro de 2017

ESCOLA COMO EQUIPE

Roberto Gameiro

Há um bom número de anos, e haja anos nisso, atuava eu como vice-diretor de uma escola em São Paulo, quando numa certa manhã, recebi a mãe de um aluno de quinto ano, que vinha fazer reclamação sobre procedimento de uma professora.

Coincidentemente, a professora chegou e, de sua iniciativa, juntou-se a nós. A mãe mostrava-se muito chateada e, após um bate-boca com a professora, afirmou que a docente tinha chamado o filho dela de cafajeste. Levei um grande susto e tive vontade de me esconder embaixo da mesa, de vergonha. Passaram algumas frações de segundo, que pareceram um século, quando a professora retrucou:  “eu não chamei o seu filho de cafajeste!”. Aí, eu “cresci” de novo. Afinal, a professora estava desmentindo a mãe que, talvez, estivesse enganada, ou mal informada. Mas, qual não foi a minha decepção quando a professora arrematou: “eu o chamei de cafajestinho!”.

Esse fato realmente aconteceu. Não é apenas enredo/mote para um artigo. É um caso extremo que, felizmente, não teve similar em toda a minha vida posterior de diretor. Sempre tive a felicidade de trabalhar com docentes muito comprometidos, respeitosos e amorosos; mas mostra as agruras que o gestor escolar passa no dia a dia do funcionamento de uma escola.

Direção, técnicos, professores e auxiliares formam um todo que precisa ser coeso e coerente em relação ao projeto pedagógico da escola.

O diretor é o “padrinho” de todos, inclusive, e principalmente, dos estudantes, cabendo-lhe garantir um clima de respeito recíproco entre todos os agentes que ali atuam. Costumo dizer que a principal missão do diretor é fazer com que todos “sejam felizes na escola”; não uma felicidade descomprometida, um laisser-faire, mas algo fruto da assunção, por cada um, das suas responsabilidades, inclusive em relação aos aspectos da competência e da urbanidade.

Todos precisam conhecer, cumprir e fazer cumprir a missão, os princípios, os valores, as normas e as regras da Instituição e, nas confessionais, o carisma.

O futebol nos fornece pista comparativa interessante, que, embora possa parecer esdrúxula, serve para um bom debate: numa escola, o professor é o centroavante; o diretor é o goleiro; o projeto pedagógico é o técnico; a boa formação e o aprendizado dos alunos é o gol. Todos trabalham para atingir o gol e, para isso, devem formar uma equipe que precisa ser, além de eficiente, eficaz, seguindo disciplinarmente as orientações do técnico. Equipe eficaz é aquela que marca gols; se não, ela será, quando muito, eficiente.

O caso que encima este artigo foi um verdadeiro “gol contra”.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

TRADUZA - TRANSLATE

Sobre Roberto Gameiro

Sobre Roberto Gameiro
Pedagogo habilitado em Administração e Supervisão Escolar, Licenciado em Letras Modernas Português-Inglês, Pós-graduado com Especialização em Avaliação Institucional Escolar, e Mestre em Administração com ênfase em Gestão Estratégica de Organizações, Marketing e Competitividade. Diretor de escolas de Educação Básica, Professor universitário e de Educação Básica, e Diretor de Obras Sociais. É palestrante e tem seus artigos publicados em jornais, revistas e redes sociais.

Adquira já o livro digital!

Adquira já o livro digital!
O TEXTO NO CONTEXTO COMO PRETEXTO: PARA LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA - COM OS FILHOS

Reprodução

Autorizada, desde que com a citação dos nomes do Blogue e do Autor.

Sobre o Blogue

FRUTO DA FORMAÇÃO E DA EXPERIÊNCIA PESSOAL E PROFISSIONAL DO AUTOR, ESTE BLOG ABRIGA ARTIGOS SOBRE “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES” E SOBRE “GESTÃO ESCOLAR”. NA SEÇÃO “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS POSSIBILITEM LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA, ESPECIALMENTE COM OS FILHOS, NAS DIVERSAS FAIXAS ETÁRIAS. NÓS PAIS ESTAMOS SEMPRE PROCURANDO ENCONTRAR VIAS DE COMUNICAÇÃO COM OS NOSSOS FILHOS, MAS NEM SEMPRE ENCONTRAMOS O VEIO PROPÍCIO, NÃO É? AQUI ESTÁ UMA POSSIBILIDADE. NA SEÇÃO “GESTÃO ESCOLAR”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS CONSTITUAM SUBSÍDIOS ÚTEIS PARA AS ÁREAS DE DIREÇÃO, SUPERVISÃO, COORDENAÇÃO E DOCÊNCIA. SÃO PUBLICADOS, TAMBÉM, TEXTOS DE OUTROS AUTORES, QUE AGREGUEM VALOR AOS OBJETIVOS DO BLOG. BOAS LEITURAS!

Pesquisar neste blogue

Busca na Wikipedia. Digite o assunto.

Resultados da pesquisa