EU TIVE UM SONHO


Roberto Gameiro


Eu tive um sonho.

Sonhei que havia o bem e não havia o mal.

Que havia o bom e não havia o mau.

Que todos se respeitavam e se ajudavam.

Mas, no meu sonho, eu, pobre incrédulo, achava que só podia estar sonhando.

E não acreditava no que via e sentia.

Embora fosse aquilo o que eu sempre pedia nas minhas orações.

Então, por que a minha dúvida?

Será que eu estava sonhando um sonho do passado?

Ou do futuro?

Tudo aquilo era muito bom para ser verdade.

Mas no fundo, no fundo, meu coração insistia para que fosse realidade.

E se não fosse um sonho? 

Que era o ceticismo que conduzia os meus pensamentos?

Mas eu nunca fui cético. Eu sempre procurei acreditar no lado bom das pessoas. 

Que um mundo novo era possível.

E agora que esse mundo se apresentava para mim, eu duvidava dele?


Resolvi testar.


Tentei corromper, mas não encontrei quem pudesse ser corrompido.

Caminhei sozinho na noite e não encontrei quem tentasse me assaltar.

Tentei comprar uns produtos pirateados, mas não encontrei ninguém que se dispusesse a vendê-los.

É claro que eu não pretendia corromper quem quer que fosse, nem comprar produtos pirateados. 

(...)

Mas, por um momento, achei que podia não ser um sonho, porque ele não acabava; permanecia, e eu continuava lá. 

Então, comecei a usufruir daquele mundo perfeito, me relacionando com as pessoas, sorriso nos lábios, brilho no olhar, paz de espírito, empatias, tranquilidade, sem medos, sem receios, um mundo ideal...

E lá estava eu, vivendo uma realidade almejada, esperada e buscada, entregando-me completamente à nova prazerosa realidade.

  

Mas, de repente, um barulho estridente foi tomando conta do ambiente, e aumentando, aumentando, até ... me acordar. 

Eram as sirenes de viaturas policiais que chegavam para atender a uma ocorrência de violência numa casa vizinha. 

(...)

Eu tive um sonho. 

Que bom se fosse verdade.


Mas me acode a esperança de que sonhos podem se transformar em realidade. 

E continuo crendo que um mundo novo ainda é possível.

Só depende de mim, de você, de todos nós.

Vamos fazer a nossa parte?


(Leia também)  (Siga-me)  (Compartilhe!)


SE VOCÊ GOSTOU DESTA PÁGINA, veja outros posts de Roberto Gameiro em: http://www.textocontextopretexto.com.br.


Roberto Gameiro é Palestrante, Consultor e Mentor nas áreas de “Gestão de escolas de Educação Básica” e “Educação de crianças e adolescentes”. Contato: textocontextopretexto@uol.com.br


Conheça o PORTFÓLIO de Roberto Gameiro:

PORTFÓLIO DE ROBERTO GAMEIRO -  CLIQUE AQUI


0 comentários:

Postar um comentário

OUÇA OS PODCASTS DE ROBERTO GAMEIRO NO SPOTIFY - Clique aqui embaixo

SIGA-ME: Clique aqui embaixo

TRADUZA - TRANSLATE

PESQUISE NESTE BLOGUE (digite)

Adquira já o livro digital!

Adquira já o livro digital!
O TEXTO NO CONTEXTO COMO PRETEXTO: PARA LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA - COM OS FILHOS

CÓPIA, REPRODUÇÃO, CITAÇÃO E COMPARTILHAMENTO

Autorizadas, desde que com a inclusão dos nomes do blogue e do autor.

Busca na Wikipedia. Digite o assunto.

Resultados da pesquisa