PARA LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA E NA ESCOLA

domingo, 14 de outubro de 2018

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: CURRÍCULO POR COMPETÊNCIAS

Inovação, Acho Que, Novo, Idéia



Roberto Gameiro

Phillipe Perrenoud, no ano 2000, publicou no Brasil o seu livro “10 novas competências para ensinar”. Nele, o autor trouxe uma definição de “competência” que tem sido utilizada com frequência pelos educadores, com pequenas adequações aqui e ali.

Opção em áudio para pessoas com deficiência, ou para sua comodidade, no YouTube: clique aqui


Dele, assumo a definição de “competência” como sendo a capacidade do indivíduo de mobilizar diversos recursos para resolver uma situação complexa. São, pelo menos, cinco os recursos a serem mobilizados na abordagem de uma situação: conteúdos específicos (informações/conhecimentos), habilidades, linguagens, valores culturais e emoções. Dependendo da situação, um recurso poderá ser mais exigido que outro, ou, muitas vezes, a falta de um deles poderá impedir todos os outros. Importante observar que “competência” é capacidade, e que “habilidade” é recurso.

Mas, o que isso tem a ver com a “Base Nacional Comum Curricular”?

Tudo a ver.

“Na BNCC, competência é definida como a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.” Essa é parte do texto de introdução da BNCC.

Alguma familiaridade com Perrenoud?

Bom sinal.

As competências, em número de dez, são a base da construção e do desenvolvimento do documento que agora serve de norte para a articulação da construção de conhecimentos, desenvolvimento de habilidades e formação de valores na Educação Básica, podendo e devendo sempre ser aperfeiçoado.

Do texto final, ressalto o que segue:

No novo cenário mundial, reconhecer-se em seu contexto histórico e cultural, comunicar-se, ser criativo, analítico-crítico, participativo, aberto ao novo, colaborativo, resiliente, produtivo e responsável requer muito mais do que o acúmulo de informações. Requer o desenvolvimento de competências para aprender a aprender, saber lidar com a informação cada vez mais disponível, atuar com discernimento e responsabilidade nos contextos das culturas digitais, aplicar conhecimentos para resolver problemas, ter autonomia para tomar decisões, ser proativo para identificar os dados de uma situação e buscar soluções, conviver e aprender com as diferenças e as diversidades.”

A BNCC não deve ser vista como um “engessamento” das possibilidades didáticas das escolas e dos professores. Deve ser vista, isso sim, como busca de garantia de orientação mínima de qualidade para assegurar o fortalecimento de ações que assegurem as aprendizagens essenciais, e facilitar as abordagens metodológicas, ao longo do território nacional, visando proporcionar às crianças e aos adolescentes a aquisição das competências necessárias para enfrentar os desafios da vida.


Seja bem-vinda!

Artigo editado e publicado no jornal "O Popular" de Goiânia em 09/10/18 sob o título "Currículo por competências".


SE VOCÊ GOSTOU DESTE ARTIGO, veja outros posts de Roberto Gameiro em: http://www.textocontextopretexto.com.br

Roberto Gameiro é Palestrante, Consultor e Mentor nas áreas de “Gestão de escolas de Educação Básica” e “Educação de crianças e adolescentes”. Contato: textocontextopretexto@uol.com.br.


Conheça o PORTFÓLIO de Roberto Gameiro, clicando no link: https://www.textocontextopretexto.com.br/2018/08/portfolio-de-roberto-gameiro_60.html

Share:

2 comentários:

  1. Parabéns Professor Roberto, mais um texto esclarecedor sobre a BNCC. O momento é muito oportuno, haja vista que os gestores estão perdidos no processo de implantação. Sucesso!

    ResponderExcluir

TRADUZA - TRANSLATE

Sobre Roberto Gameiro

Sobre Roberto Gameiro
Mestre em Administração com ênfase em Gestão Estratégica de Organizações, Marketing e Competitividade. Pedagogo habilitado em Administração e Supervisão Escolar, Licenciado em Letras Modernas. Pós-graduado com Especialização em Avaliação Institucional Escolar. Diretor de escolas de Educação Básica, professor universitário e de Educação Básica e diretor de obras sociais. É palestrante, consultor e mentor. Articulista, tem seus artigos publicados em jornais, revistas e redes sociais.

Adquira já o livro digital!

Adquira já o livro digital!
O TEXTO NO CONTEXTO COMO PRETEXTO: PARA LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA - COM OS FILHOS

Reprodução

Autorizada, desde que com a citação dos nomes do Blogue e do Autor.

Sobre o Blogue

ESTE BLOGUE ABRIGA ARTIGOS SOBRE “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES” E SOBRE “GESTÃO ESCOLAR”. NA SEÇÃO “EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS POSSIBILITEM LEITURA E DEBATE EM FAMÍLIA, ESPECIALMENTE COM OS FILHOS, NAS DIVERSAS FAIXAS ETÁRIAS. NÓS PAIS ESTAMOS SEMPRE PROCURANDO ENCONTRAR VIAS DE COMUNICAÇÃO COM OS NOSSOS FILHOS, MAS NEM SEMPRE ENCONTRAMOS O VEIO PROPÍCIO, NÃO É? AQUI ESTÁ UMA POSSIBILIDADE. NESTA SEÇÃO, A PRIMEIRA REVISORA E COLABORADORA É A DRA. VALESCA BOTELHO, MINHA ESPOSA, MÉDICA PEDIATRA (CRM-TO 357). NA SEÇÃO “GESTÃO ESCOLAR”, ESPERA-SE QUE OS ARTIGOS CONSTITUAM SUBSÍDIOS ÚTEIS PARA AS ÁREAS DE DIREÇÃO, SUPERVISÃO, COORDENAÇÃO E DOCÊNCIA. SÃO PUBLICADOS, TAMBÉM, TEXTOS DE OUTROS AUTORES, QUE AGREGUEM VALOR AOS OBJETIVOS DO BLOGUE. BOAS LEITURAS!

SEGUIR POR E-MAIL

Pesquisar neste blogue

Busca na Wikipedia. Digite o assunto.

Resultados da pesquisa